Coaching

AUTOESTIMA ou NARCISISMO? O que diferencia essas duas características?

Narcisismo
Narcisismo  Tempo de leitura ~3 min~

Narcisista, quem?

Importante ressaltar aqui que não estou fazendo menção ao conceito de Narcisismo segundo a Psicanálise, .mas sim da forma como esse termo tem sido popularmente utilizado para descrever pessoas com comportamento egocêntrico e arrogante.

Em resumo, o termo narcicista vem da Mitologia Grega de Narciso. Dias antes de seu nascimento, os pais de Narciso foram consultar o oráculo Tirésias para saber qual seria o destino de seu filho. O oráculo revelou que Narciso teria uma vida longa, desde que nunca visse seu próprio rosto.

O jovem, extremamente belo, despertava amor tanto em homens quanto em mulheres,. porém tinha um senso de orgulho próprio e de prepotência que não deixava ninguém se aproximar. Uma ninfa chamada Eco o amava incondicionalmente, mas o rapaz a rejeitava. Ela pediu aos deuses para vingá-la, então a deusa Némesis o condenou a apaixonar-se pelo seu próprio reflexo na lagoa de Eco. Encantado pela sua beleza, Narciso definhou olhando seu reflexo na água. (existem versões que falam que ele se afogou tentando encostar na imagem refletida na água).

Na nossa realidade, o narcisista tem visão exagerada de si mesmo. É uma pessoa que acredita ser melhor do que as outras em diversos aspectos: aparência, inteligência, desempenho, etc. As características de uma pessoa com personalidade narcisista são o senso descomedido de superioridade, uma autoimagem distorcida, um amor exacerbado por si mesmo(a) e uma grande preocupação com sucesso e poder.

Geralmente os narcisistas possuem a crença de que são importantes e especiais e que por isso não são compreendidos pela maioria das pessoas. Afinal, só alguém muito especial poderia entendê-los. Da mesma forma que não se sentem compreendidos, também não compreendem os outros, ocasionando a incapacidade em sentir empatia e considerar o ponto de vista alheio.

Qual é a diferença entre Narcisismo e Autoestima alta?

A autoestima é o valor que você atribui a si mesmo(a) como ser humano. Quando positiva, você consegue se enxergar como o ser único que você é. Reconhecendo suas qualidades,  suas limitações e lidando habilidosamente com todas as suas nuances e particularidades.

Diferentemente do narcisista, a pessoa que nutre uma boa autoestima possui visão bastante realista de si e, apesar de qualquer coisa, consegue cultivar o amor próprio incondicional. É uma pessoa que se ama mesmo quando falha. Aceita as suas imperfeições e dificuldades, porém identifica, assume e expressa seu melhor lado no cotidiano.

Consegue cultivar sentimentos positivos em grande parte do tempo, como a alegria, a gratidão, inspiração, esperança, etc. Segundo a Psicologia Positiva, a experiência de emoções positivas expande a sua mente e você passa a enxergar mais alternativas e novas possibilidades. Já quem possui baixa autoestima geralmente não as enxerga.

Essa ampliação da mente, além de lhe ajudar a fortalecer seus recursos internos para lidar com os desafios que se apresentam, auxilia você a reconhecer a complexidade da mente e do mundo de outro indivíduo, tornando-o uma pessoa com maior capacidade de ter empatia e sentir compaixão.

Como amar a si mesmo(a) incondicionalmente sem parecer arrogante?

O primeiro passo é o autoconhecimento. Para se criar um sentimento de autoestima positivo é imprescindível trabalhar seu autoconhecimento. Conhecendo a si mesmo(a), você terá maior facilidade em distinguir quais características pertencem a você e quais pertencem às outras pessoas.

Essa distinção faz com que diminua a possibilidade de você projetar seus aspectos desfavoráveis e seus sentimentos negativos externamente, cultivando, assim, relacionamentos construtivos, transparentes e duradouros. Repletos de empatia e compaixão.

Outro ponto importante é você alimentar dentro de si um sentimento honesto de valor pessoal positivo. Realmente aceitar os seus aspectos sombrios e iluminados. Enxergar-se como um ser humano único, completo. Alguém que tem muito a aprender, mas também pode ensinar.

A partir do momento em que você reconhece seus aspectos desfavoráveis e seus sentimentos negativos, você consegue trabalhá-los dentro de si, acolhendo-os e transformando-os em atributos mais potentes para apoiarem suas ações.

E por último, visto que a pessoa com a autoestima positiva possui sentimento real de valor pessoal e autoconhecimento, consequentemente conseguirá enxergar no outro as particularidades mais admiráveis dele. Curiosamente, quando você possui o amor próprio incondicional você o projeta nas outras pessoas também, conseguindo, dessa forma, enxergar tanto em si quanto no outro suas características mais elevadas. Essa atitude de compreender o modelo de mundo do outro é totalmente oposta à personalidade narcisista.  Pois, o narcisista possui dificuldade considerável em reconhecer e compreender o valor e o modelo de mundo do próximo.

Sendo assim, em virtude do significado da palavra arrogância pelo dicionário Aurélio, definida como:

“Sobranceria menosprezadora., Altivez que deixa ver o pouco caso que se faz do adversário., Insolência.”

Às vezes a arrogância pode ser confundida com autoestima alta, mas está muito mais relacionada com uma incapacidade de ampliar horizontes, praticar a empatia, conviver com as diferenças e assumir o valor de outrem, do que com simplesmente reconhecer a si mesmo(a) em todas as suas nuances.

Pode-se deduzir que a arrogância não é um recurso acessado pelas pessoas que detém a autoestima positiva, uma vez que está intimamente relacionada com quem dispõe de uma personalidade narcisista e não necessariamente com quem possui amor-próprio e um sentimento benéfico de valor pessoal.

Isto posto, para finalizar,  reconhecer os seus talentos e pontos fortes;. trabalhar as suas falhas e sentimentos negativos; cercar-se de pessoas que lhe auxiliam a evoluir e que fazem você experienciar sentimentos positivos;  são algumas das vantagens que podem lhe apoiar para que você consiga construir uma percepção de valor pessoal mais favorável. .

Sendo assim, que tal se você começar agora a nutrir um sentimento positivo de seu valor como ser humano e construir alicerces resistentes e profundos que sustentem o seu amor-próprio?

You Might Also Like

1 Comentário

Qual sua opinião?

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.