fbpx
Cedendo a Palavra 26/01/2016

Microfisioterapia – Tratando corpo e mente

Corpo e mente tem uma relação direta. Assim, à medida que cuidamos de ambos, melhor será a nossa saúde global. Alterações e disfunções na mente, como, por exemplo, estresse, raiva, medos, depressão, ansiedade e até mesmo, traumas psicológicos, podem provocar vários problemas físicos. E podem dar origem às chamadas “Doenças psicossomáticas” (do termo psique=mente e soma=corpo). São distúrbios físicos causados por transtornos psicológicos e sociais.

Quando falamos de qualidade de vida, nenhum aspecto deve ser ignorado ou negligenciado! A qualidade de vida é multifatorial, portanto, o cuidado deve ter um olhar multiprofissional! A Psicologia pode E DEVE, estar de mãos dadas com outras áreas da saúde.

Pensando nisso, convidamos a fisioterapeuta Eliane S. de Mesquita, para a coluna Cedendo a Palavra. Ela falou um pouco sobre um método novo de tratamento dentro da fisioterapia, que se propõe a compreender e tratar um problema ou trauma físico, em sua totalidade (mente e corpo). Leia e deixe sua opinião ao final do texto!

Cedendo a Palavra!

[box style=”1 or 2″]

Microfisioterapia – Tratando corpo e mente
Por Eliane S. de Mesquita dos Santos

woman-699008_1280Você alguma vez já se perguntou por que algumas doenças têm quadros tão recorrentes (como as rinites alérgicas, sinusites ou crises de amidalites)? Ou por que, de repente, os distúrbios emocionais ou dores volta e meia tornam a aparecer?

Esses quadros podem está relacionados à antigas lesões vividas e não superadas pelo organismo, que por sua vez, utiliza um mecanismo de defesa (através desses sintomas) para tentar superar o trauma.

Como acontece o registro celular da lesão?

Você já observou que algumas sensações (não muito boas) tornam a se repetir depois que você passa por um evento traumático?

Por exemplo, quem já passou por um grande susto, como um acidente de carro, muitas vezes se vê sentindo a mesma emoção ou dor quando escuta uma freada brusca no trânsito.

Dessa forma, quando o organismo passa por uma agressão primária, há um registro na memória celular ou tecidual, por uma deficiência de eliminação do corpo-mente junto ao agressor que deixam marcas que atrapalham a vitalidade celular ou tecidual.

Você já ouviu falar em Microfisioterapia? Saiba como funciona a técnica e os benefícios que oferece

Criada na França, na década de 80, pelos osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini, a Microfisioterapia chegou ao Brasil em 2003, através do fisioterapeuta Profº Afonso Salgado.

É uma técnica de terapia manual que, através de mapas específicos, procura no corpo do paciente os registros de lesões (traumas químicos, físicos e ou emocionais) vividos e não superados pelo organismo.

Uma vez identificada a causa primária da lesão, é estimulado outro ponto específico do corpo que reconhece o agente agressor (antígeno) e inicia o processo de auto-cura do organismo através da reprogramação celular e tecidual.

E de que maneira o corpo reconhece e elimina essa agressão?

Durante o atendimento, o fisioterapeuta utiliza de técnicas de micropalpação seletiva e palpa os folhetos embriológicos – Ectoderma, endoderma e mesoderma,- procurando no corpo onde essas memórias se instalaram e provocaram sintomas locais ou a distância (GROSJEAN/ BENINI).

Uma vez encontrados tais traços, realiza-se por meio da terapia manual específica deste método, a simulação da eventual agressão e posterior estimulação suave, obedecendo aos conceitos da Medicina Energética (MORENO) os mecanismos de autocorreção para estabelecer as funções do organismo, eliminando assim doenças e promovendo a saúde Corpo e mente.

Quantos atendimentos são necessários?

Como a técnica preconiza a estimulação do próprio corpo do paciente e, esse por sua vez, irá fazer o reconhecimento da lesão e utilizar de seus próprios recursos, são indicados até três atendimentos por queixa, com intervalo mínimo de 30 dias.

Quando a Microfisioterapia é indicada?

  • Ansiedades
  • Alergias em geral
  • Depressão bipolar
  • Distúrbios hormonais
  • Distúrbios do sono
  • Dores físicas
  • Enxaquecas
  • Fibromialgia
  • Fobias
  • Prevenção de doenças
  • Síndrome do pânico
  • Traumas emocionais

É importante lembrar que a Microfisioterapia pode atuar tanto de forma curativa, quanto preventiva! Se quiser saber mais sobre o tratamento, pode entrar em contato comigo!

[/box]

Referências bibliográficas

  • GROSJEAN, D. BENINE, P. La Micropalpacion base de La microkinesiotherapie. CFM: France. 1990
  • MORENO, J. A. Medicina Energética. 4ªed. Belo Horizonte: Ed. Hipocrática/Hehnemanniana, 2007
  • SALGADO, A. S. Saúde Integral – Fisioterapia Corpo e Mente. São Paulo: Andreoli. 2010

You Might Also Like

1 Comentário

  • Responder Izael Santos 20/07/2018 às 10:28

    Oi Júlia, bom dia… Sou psicólogo, moro em São Luís do Maranhão, e gostaria de saber se é você mesmo que aplica a microfisioterapia?

    Grato!

  • Qual sua opinião?