Psicoterapia e Comportamento

Terapia: Como aprendi a lidar melhor com a vida

terapia. Leitura de ~2 min ~

Sempre recebemos muitas dúvidas sobre “como uma psicoterapia pode me ajudar?” ou “Se fizer terapia vou conseguir resolver tal problema?“. Minha resposta mais honesta para essas perguntas é informar sobre os benefícios do processo de psicoterapia e são inúmeros. Vão desde autoconhecimento (entrar em contato consigo mesmo descobrindo suas sombras e seus pontos de luz) até a possibilidade de vivenciar mais liberdade e equilíbrio emocional, tomada de decisões mais seguras e maior qualidade de vida e de saúde.

Em outras palavras, não afirmo: “sim! VAI resolver esse problema“; “Vai arrumar um novo relacionamento“; “Vai se tornar o melhor orador da turma“. Por dois motivos simples:
  • Primeiro, a terapia é um processo idiossincrático, fluido e de mudança pessoal, que envolve um sofrimento psíquico e emocional muito particular para cada sujeito. Caso alguém tente ‘prever’ determinado resultado, estará ignorando que cada pessoa é única e seguirá um caminho também único. Logo, essa previsão não é possível e muito menos ética.
  • O que nos leva ao segundo motivo, e que poucas pessoas sabem, no próprio código de ética do Psicólogo está descrito que não devemos “fazer previsão taxativa de resultados“*. Em outras palavras, na psicologia não existe esse papo de “trago a pessoa amada em três dias”. E, se você leu algo do tipo em algum lugar, questione!

Para exemplificar o que estamos dizendo, convidamos a Juliana Uênia, autora da fanpage “Eu faço terapia, e daí?” para fazer um relato sobre sua experiência com psicoterapia. Nos emocionou! Vale a pena ler!

* Art. 38, do Código de Ética Profissional do Psicólogo.

[box style=”1 or 2″]

APRENDENDO A LIDAR

Por Juliana Uênia

Tanta coisa mudou. Sinto-me mais firme e posicionada sobre o que quero e o que não quero mais pra mim. Sinto-me segura quanto ao que faço com a minha vida profissional. Tudo tem se alinhado, tenho recebido até mais que a minha perspectiva de cinco anos atrás idealizava sobre o hoje. Deus é excelente comigo. Quem me conhece na intimidade sabe os bons perrengues que passei na vida… Pois é, bons!

Outro dia me peguei dizendo com tamanha naturalidade que eu não sei o que teria acontecido comigo sem ter atravessado uma depressão. O quanto essa doença me colocou no lugar. A gente entra num consultório de psicologia, encaminhada por um motivo, no meu caso foi a ansiedade, diagnosticada pelo meu médico. Depois, você começa a entender que aquilo não era o motivo, era apenas o estopim de todos os outros motivos, acumulados ao longo da vida.

 

HÁ MOMENTOS DE DESÂNIMO, DE MUITO CHORO, DESESPERO

Dar de cara com tudo isso; se decompor pra se recompor, aceitar que precisa mudar, permitir a mudança, não são processos fáceis. Há momentos de desânimo, de muito choro, desespero. Quantas vezes pensei que não ia conseguir, quantas vezes fugi de me encarar, de me aceitar, de me amar, de persistir em mim, de ter fé que eu podia e que eu merecia sim, sair disso.

As fugas foram inúmeras, não me resgatei sozinha, e é por isso que estou escrevendo mais uma vez, o quanto a psicoterapia foi essencial nesse processo e na minha vida, agora. Tudo que eu mais queria quando estava depressiva, era voltar a ser quem eu era antes da depressão. Não ser mais aquela garota me machucava de tamanha forma, e hoje vejo o quanto foi importante àquela garota morrer. Ela não tem mais nada a ver com a minha nova forma de ver, sentir, querer e acreditar na vida, nas pessoas. Como cresci na psicoterapia, como renovei minha alma.

A maioria de nós procura um psicólogo em busca de “cura”. Eu mesma quis isso a princípio, não tinha consciência de como essa palavra não combina, com o significado do que eu conquistei com as sessões. Mas hoje, quando algum conhecido me para na rua e me pergunta se já estou curada, eu respondo que estou melhor que isso, que encontrei algo maior e mais eficaz que a cura: Aprendi a lidar.

HOJE ACREDITO QUE POSSO LIDAR COM QUALQUER COISA

Hoje acredito que posso lidar com qualquer coisa. Com a minha paz e com o meu desespero, com o amor e com a dor, sei lidar com os meus medos, e entender os meus limites. O leque de coisas que aprendi a lidar é infinito, e é disso que nós precisamos: aprender a aprender e aprender a lidar. Nunca vamos deixar de ter problemas, a cura só seria eficaz se o mundo também estivesse curado. Mas, sabendo lidar um pouquinho que seja com cada adversidade, estamos nos imunizando de um caos, e a psicoterapia proporciona isso. [/box]

Mudando de assunto, você costuma falar sim para tudo que te pedem?

You Might Also Like

1 Comentário

  • Responder Natália Almeida 10/08/2016 às 11:40

    Que lindo!!!! Adorei!

  • Qual sua opinião?