Sabemos que ‘escolher‘ significa optar por uma dentre as opções disponíveis e ao mesmo tempo, quando o fazemos, abrimos mão das demais. Logo, qualquer ação de escolher pode vir a ser doloroso, desafiador e até mesmo assustador. Portanto, para fazer uma ‘boa escolha’ é importante levar em conta o máximo dos aspectos envolvidos. Escolher uma carreira ou mudar o rumo profissional não é diferente e pode ser um processo bem delicado quando não se sabe ao certo o que fazer.

A Orientação Profissional (OP) é um facilitador, pois ela convida os participantes a refletirem sobre si mesmos. Promove autoconhecimento (conscientização sobre sua personalidade, motivações, valores, desejos, angústias e temores) e o ajuda a reconhecer as dificuldades que impedem sua decisão.

O objetivo final da OP é, desse modo, dar condições para que a própria pessoa decida sua profissão, ajudando-o a ponderar as consequências envolvidas em sua opção.

QUANDO POSSO PROCURAR ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL?

  • Quando estiver prestes a ingressar no Ensino Técnico ou Superior;
  • Quando desejar trocar ou deixar um curso Técnico ou Superior;
  • Quando for entrar no mundo profissional ou mudar de profissão;
  • Quando estiver prestes a se aposentar.

 COMO FUNCIONA UMA OP?

A OP é um conjunto de técnicas e testes que nos permite avaliar quais percursos acadêmicos ou profissionais seriam mais indicados para uma certa pessoa. Para isso, leva em consideração seus interesses, personalidade, preferências, habilidades, dentre outros aspectos. A OP terá entre dez a quinze sessões que poderão ser feitas individualmente ou em grupo. E, via de regra, será dividida em quatro etapas principais:

  • Momento de compreensão do processo, ou seja, esclarecer as dúvidas quanto ao processo que se inicia e organização das ideias. Além da avaliação inicial da maturidade para a escolha profissional.
  • Momento de autoconhecimento. Que constam de entrevistas de exploração e outras técnicas com foco no autoconhecimento: história pessoal, influências, interesses, aptidões, valores, etc..
  • Momento da construção da Identidade Profissional. Em primeiro lugar, um levantamento de informações que favoreçam a escolha. Bem como a compreensão das possibilidades; Universidades, cursos, profissões, mercado de trabalho, tendências, etc.. Para então, compreender a avaliação da inclinação profissional.
  • Encerramento. Devolutiva final. Conclusão e avaliação do processo e da escolha.

Para mais informações, entre em contato conosco.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    2 × quatro =